TRF decide manter Gustavo Ferraz preso

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região decidiu, nesta terça-feira (17), manter o ex-servidor da prefeitura de Salvador, Gustavo Ferraz, na prisão. Ferraz é ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. (PMDB-BA) e foi preso após a Polícia Federal identificar vestígios de digitais dele nos R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento na capital baiana. Ferraz está preso por decisão do juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, onde tramita investigação contra Geddel por irregularidades na Caixa Econômica Federal.