Traficantes de armas são presos em Itabuna; um deles trabalha na Emasa

Um funcionário da Emasa-Empresa Municipal de Águas e Saneamento, em Itabuna, está entre os presos em uma operação da Polícia Civil contra o tráfico de drogas e armas. A prisão de Edclébio Alves ocorreu no Centro Comercial, na manhã de quarta (24). A polícia também prendeu Davi Borges, que vendia armas por meio do WhatsApp, diz o site Pimenta. Investigadores da Delegacia de Tóxico e Entorpecentes e da 1ª e 2ª delegacias territoriais participaram da ação que resultou em flagrante de Davi e Edclébio. Segundo investigação da Polícia Civil, Davi vendia dois revólveres calibre 38, cada uma por R$ 5 mil. Davi era monitorado pelos policiais, que decidiram pela abordagem durante encontro no Centro Comercial. Ao revistar o veículo no qual a dupla estava, os policiais ainda localizaram tablete de maconha e uma porção de cocaína. De acordo com a Polícia Civil, Edclébio assumiu que era dono das drogas encontradas no Polo. Os investigadores foram às residências da dupla. Na casa de Edclébio, nada mais foi encontrado. Já na residência de Davi, no Jardim América, foram encontrados três pinos e 29 gramas de cocaína, além de 229 gramas de maconha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *