Operação Fraternos: prefeito de Santa Cruz Cabrália se apresenta à polícia

Alvo da Operação Fraternos, deflagrada nesta terça-feira (7) pela Polícia Federal, pela Controladoria Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF), o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos (PSD) se apresentou na Delegacia da Polícia Federal, em Porto Seguro, no sul da Bahia, na tarde desta terça-feira (7), acompanhado de uma advogada. A Polícia Federal pediu a prisão da prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, do seu marido e prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, e do prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, todos do PSD. No entanto, o Tribunal Regional Federal da 1º Região (TRF1), que expediu os mandados de prisão temporária, de busca e apreensão e de condução coercitiva na operação Fraternos, negou o pleito. De acordo com as investigações, os três gestores teriam fraudado contratos de até R$ 200 milhões com a ajuda de familiares. Apesar de negar a prisão, o TRF1 permitiu a condução coercitiva dos prefeitos pela Polícia Federal.