Espanha decide destituir presidente da Catalunha e convocar eleição regional

O governo da Espanha decidiu neste sábado (21) destituir o governo da Catalunha, removendo o presidente Charles Puigdemont e o restante de sua administração. Sem precedente, a medida será votada pelo Senado nos próximos dias. A autonomia catalã não foi suspensa, mas Madri vai nomear representantes para coordenar a administração regional, que passará a ser realizada por ministérios.  “Aplicamos o Artigo 155 porque nenhum governo de nenhum país democrático pode aceitar que a lei seja violada”, disse o primeiro-ministro Mariano Rajoy.