Brito, Carletto e mais cinco deputados estaduais se dividem entre PR e PROS

Cinco deputados estaduais que se encontram hoje no PSL, partido do ex-presidente da Assembleia Legislativa na Bahia, Marcelo Nilo, discutem seu ingresso no PROS ou no PR, sob uma articulação comandada pelo deputado federal Ronaldo Carletto (PP), que já acertou sua filiação, no entanto, ao PR do deputado federal José Carlos Araújo. Entre os deputados estaduais que estudam deixar o PSL estão Alan Castro, Jurandy Oliveira, Reinaldo Braga, Nelson Leal e Manassés. Eles ainda não definiram se optam todos pelo PROS ou se se dividem entre a legenda e o PR. Quanto a Carletto, que pensa em se fortalecer para disputar a vaga de senador na chapa do governador Rui Costa (PT) ou na do prefeito ACM Neto (DEM), em 2018, já apalavrou seu ingresso no PR, ao lado de outro pepista, Roberto Britto. O deputado José Carlos Araújo não confirmou os ingressos, buscando despitar sobre as negociações, mas uma fonte ligada a Carletto garantiu que tanto ele quanto Britto decidiram se filiar ao PR, podendo levar os deputados estaduais que estão insatisfeitos no PSL tanto para o PROS quanto para o partido republicano. O anúncio só deve ser feito oficialmente, no entanto, em março do ano que vem, quando deve abrir uma janela para migrações interpartidárias.