Audiência Pública discute projetos e investimentos nas diversas áreas do governo municipal

O secretário da Fazenda e Planejamento, Moacir Dantas Messias e o diretor de Planejamento Econômico, Heleodoro Nunes Filho participaram, na Câmara de Itabuna, de uma audiência pública sobre a Lei Orçamentária Anual que será votada até o final do ano, com uma previsão de receitas e despesas de R$ 607 milhões no próximo ano. A sessão foi presidida pelo vereador Enderson Bruno dos Santos, o Guinho, e teve questionamentos de representantes de diversos partidos, além da participação de pessoas da comunidade. Moacir Messias informou que na próxima semana o ciclo de audiências será concluído com a apresentação das previsões de investimentos em setores estratégicos como Educação, Saúde, Assistência Social, Desenvolvimento Urbano, FICC, FASI e Marimbeta. Na apresentação desta semana Heleodoro Nunes Filho informou que em 2018 deverão ser destinados para a Câmara de Vereadores R$ 13,2 milhões, além de R$ 2,1 milhões para o Gabinete do Prefeito, R$ 450 mil para o gabinete do vice-prefeito e R$ 3 milhões para a Secretaria de Governo. Serão destinados também recursos para a Defesa Civil e prevenção de acidentes, além de R$ 1,2 milhão para a Agência de Regulação, Controle e Fiscalização dos Serviços Públicos (Arsepi). Também foram apresentadas as propostas de investimentos na Secretaria da Administração e ações nas áreas de tecnologia, melhoria de serviços públicos, limpeza urbana que envolve 15 diferentes tipos de serviço. As secretarias de Segurança, Transporte e Trânsito e Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente terão uma dotação de R$ 6 milhões cada uma. A procuradoria geral do município, que inclui os serviços de Defensoria Pública e o Procon, que atua na defesa do consumidor, terá uma dotação de R$ 7 milhões. A previsão na LOA é de que os gastos com servidores municipais cheguem a R$ 240,7 milhões em todas as secretarias de governo.